segunda-feira, 8 de maio de 2017

VÍDEO: Vereador Jhulio é agredido verbalmente e escorraçado de reunião em comunidade

Teve muita discussão e até tiro... entenda o imbróglio


Vereador Jhulio

Na semana passada o vereador Jhulio Sousa, de Poção de Pedras, foi convidado por um grupo de moradores do Povoado Cumaru, povoado da região Beira Rio, a participar de uma reunião realizada na escola da comunidade. O propósito da reunião seria a de Jhulio conceder explicações sobre o fato de alguns moradores não aparecem na lista de beneficiários de um projeto recente, de iniciativa da nova associação da localidade.

Jhulio não fugiu da conversa e compareceu, justificando um atraso no horário de chegada devido a uma bateria exaustiva de viagens e negócios. O edil explicava que as pessoas que não foram citadas na relação a qual foi lida, do projeto que teve dado entrada no último dia 02 de maio na GIDUR da Caixa, pela Associação do Desenvolvimento Rural e Sustentável do Município de Poção de Pedras, se deu justamente por não atender as qualificações. O vereador frisa que tais pessoas possuem casas de alvenaria com um bom padrão e até chácaras com vista para represas, o que as impedem de se encaixarem no novo programa. Uma outra observação recai para os que mesmo já possuindo casas de alvenaria, mas que só poderiam ser inseridos caso a casa atual fosse situada em área de risco, como inundações ou desabamentos.

Continua...

Em determinado ponto, à altura de a reunião estar se transformando numa verdadeira balbúrdia, e Jhulio pedindo ordem em meio ao tumulto com várias pessoas falando simultaneamente, um representante de associação da região do Lucindo e vizinhança, conhecido como Eliud Fernandes – que também é professor aposentado e atual secretário de Finanças da cidade de Pedreiras, levanta-se, direcionando-se para o vereador, soltando o verbo sem nenhum acanhamento em seguida: "Jhulio tu é um mentiroso rapaz!". Eliud manteve as agressões verbais até que, sentindo-se insultado, Jhulio pede licença e se retira do local por entender que a reunião havia descido o nível. Em outras palavras, a liderança política foi escorraçada por palavras pejorativas, de baixo calão, que não condiz com sua postura honrada de um rapaz cristão. Na saída a meia dúzia de moradores insatisfeitos tenta encurralá-lo na porta. É quando se ouve um disparo feito por uma pessoa não identificada, supostamente um dos beneficiários que estava presente na reunião, sem ligação alguma com o vereador, que disparou pra cima talvez no intuito de dispersar o povo que estava com nervos à flor da pele e não mais queria saber das explicações.

Veja o vídeo:


O secretário de Pedreiras que "soltou os cachorros" pra cima do vereador é responsável por um projeto antigo que está na Caixa Econômica Federal desde 2014 e nunca saiu nenhuma casa. Seria “ciúmes” de o jovem vereador ter conseguido desenrolar inúmeros projetos, peregrinando os gabinetes de Brasília e fazendo sair do papel muitas e muitas unidades habitacionais para sua região?

O vereador ressaltou que a criação do novo projeto habitacional se deu devido à uma portaria do Governo Federal, e que este novo projeto não exclui nenhuma das pessoas que já estão cadastradas em projetos antigos. Parece que o pequeno grupo que não se enquadra no novo projeto está sendo coagido a perseguir injustamente o vereador, que nada mais tem feito pelo povo a não ser lutar pelo sonho da casa própria. Vale ressaltar também que o projeto novo da qual fala o vereador é de previsão futura, e não imediata como se presume. O Ministério das Cidades apenas começou a habilitar novos projetos, só isso. Enquanto que a associação do determinado senhor que aparece no vídeo tripudiando não se habilita na nova portaria. Eis o porquê do imbróglio, algumas pessoas que moram em casas de taipas puderam ser inseridas no projeto recente do Jhulio. Segundo informações, entre as pessoas que não se habilitam aos critérios, e não puderam ser incluídas na nova lista, está uma mulher que ganha R$ 2.600 como professora e outra que é coordenadora de saúde com salário de R$ 1.300 e constavam como beneficiárias do projeto de Eliud, inseridas fraudulentamente como baixa renda e portando Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) como agricultoras. 

Jhulio está num fogo cruzado: por um lado o povo pobre a favor dele por saber que ele está lutando por eles; por outro, uma minoria enciumada que não pensam na necessidade do próximo, que não necessita e procura a toda à custa barrar os projetos.  Quando sair, Cumaru será contemplada com 18 casas, Lucindo com 10, Canafístula com 03, Fortaleza com 09 e Jatobá com 10.


4 comentários:

  1. Já vi que seu blog é chapa branca, provavelmente recebeu dinheiro dele ou é partidário. Faço essa afirmação porque qualquer blog sério tem que ouvi o outro lado da história e eu não fui ouvido e nem entrevistafo ninguém.
    Parece que o dono blog não assistiu o vídeo e não viu que "viriador" falou e ninguém o interrompeu; contudo, quando eu começo a falar ele não deixa, pois o "viriador" já tinha mentido bastante como mentiu de novo prá você.
    Algumas mentiras:
    Ele sabe quem atirou é gente que ele botou no projeto dele e não no projeto original;
    Outra mentira dele eu não tenho projeto;
    No projeto dele tem gente com casa de alvenaria.
    Enfim, a mentira parece ter mais crédito do vetdade, tanto mente ele como você que escreve sem saber da
    outra versão.
    Vou concluir dessa vez, pergunte para "viriador" quem era os dois elementos que ele levou para o Lucindo para amedrontar o povo pacífico daquela localidade.
    O que nós estamos querendo são as 14 casas que "viriador" tirou do projeto original.

    ResponderExcluir
  2. sinceramente, eu não tenho nada a ver com esse problema, mas como cidadão, e eleitor do vereador, defendo ele por vários motivos... em nossa região sá o vice prefeito Adenilsom tinha corrido atrás de um projeto e conseguido 50 casas para fortaleza. e o Jhulio entrou na historia antes de ser eleito e conseguiu 50 para fortaleza são francisco e jatobá. ate mas de 50! ok. agora os vereadores que nunca se interessaram pelo povo e por seus problemas, não fazem e querem que ninguém faça. fique a vida inteira sendo prostitutas da prefeitura nanando e pronto! hora ate que eu não condeno pos 99,9 por cento dos eleitores fazem do voto comercio. a cara gasta tudo para ser eleito, é obvio que quando chega lá vai tentar tapar o rombo na conta! voltando ao assunto, todos sabem que neste pais, nunca foi desenvolvido um projeto sem desvio, me mostre um! não estou concordando com corruptos. mas verdade seja dita... nunca em uma construção publica foi usado material de primeira, onde? pra finalizar por trás destes insatisfeitos, tem a mão de um vereador não faz nada, agora o cara vem na tribuna dizer que quer paz! quem não conhece teu papo de bar que acredite!

    ResponderExcluir
  3. A história verdadeira e do Sr.Jhulio Sousa, ele não desviou nenhuma casa, apenas fez um novo projeto para as pessoas que merecem ganhar, pq muitas pessoas querem as casas para venderem depois de prontas, quase todos tem casas boas e carro, são poucos os que precisam realmente.o projeto do vereador Jhulio Sousa beneficia pessoas q precisam!

    ResponderExcluir
  4. Sem dúvidas esse blog e o mais partidário e puxa saco da região mearim , incompetência e incoerência não faltam , duvido muito ter ido no povoado ouvir alguém , só seu sua opinião sobre o vídeo , blog lixo , de quem pagar mais , isso não e informação ou prestação de serviços à população , isso e em defesa dos seus proprios interesses, vergonha.

    ResponderExcluir

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.