quinta-feira, 1 de junho de 2017

Sequência de acontecimentos escabrosos apontam crise de integridade institucional na Polícia Militar do MA

Do blog do Domingos Costa


Os acontecimentos dos últimos dias são daqueles para serem esquecidos pela Polícia Militar do Estado do Maranhão, no entanto, carecem de uma reflexão: Algo estar errado! Os sucessivos casos escabrosos divulgados essa semana pela imprensa envolvendo membros da instituição, assombraram a corporação de mais de 180 anos de história. Os cinco exemplos que o blog relacionou abaixo, infelizmente, mostram que, como bem analisou o secretário Jefferson Portela “existem bandidos infiltrados na polícia”. Estes, lamentavelmente, acabam envergonhando a instituição, e, em vez de proteger e assegurar tranquilidade à população, acabam fazendo o contrário.

Acompanhe:
1-Tenente Josuel; 2-soldado Tiago Viana e 3-soldado Glaydstone…
Foram presos nos últimos dias policiais militares Josuel Alves de Aguiar, Tiago Viana Gonçalves e Gladstone de Sousa (se entregou nas últimas horas) sob a acusação de terem executado os policiais militares Carlos Alberto Constantino Sousa e Júlio César da Luz Pereira, sumiram desde o dia 17 de novembro de 2016 em Buriticupu.
A polícia já tem provas suficientes para concluir que as vítimas, bem como os acusados, eram integrantes de um organização criminosa e atuavam juntos. O grupo praticava roubos, extorsões, ameaças e até assassinatos em Buriticupu e diversos municípios da região. Assim que o secretário Jefferson Portela teve conhecimento da dimensão da organização do crime implantada na PM de Buriticupu, tratou logo de mudar o comando da 14º Companhia Independente que lidera a tropa na região.
– Coronel da PM agrediu namorada dentro do Comando Geral

Exames feitos no coronel Terra foram constatadas marcas de unha no pescoço…
O coronel da Polícia Militar do Maranhão, Marco Antônio Terra Schutz, vai responder a um Inquérito Policial Militar (IPM) por ter agredido, na madrugada desta quinta (1) sua namorada, a soldada Alexandra /17, fora e dentro do quartel do comando da PM, no Calhau.
O coronel Terra Schutz e a soldada Alexandra mantêm um relacionamento extraconjugal tumultuado, e, após uma duas novas brigas, por volta de 2h e 2h30 desta madrugada, o coronel e Alexandra se dirigiram ao quartel e lá, em nova discussão, o oficial fez um disparo para o alto e desferiu “dois tapas no rosto” da namorada. O entrevero foi presenciado por policiais militares que estavam de plantão no quartel. A soldada Alexandra denunciou o coronel na Delegacia da Mulher. Testemunhas dizem que o coronel Terra Schtz (comandante do Policiamento de Área do Interior (Bacabal e Pedreiras), se encontrava em estado de embriaguez alcoólica.
– Policial é preso acusado de assalto na Litorânea, em São Luís

Anderson Pereira Barros é lotado no 6º Batalhão…
Um Policial Militar identificado como Anderson Pereira Barros, do 6º Batalhão, é acusado de assalto, na noite de domingo (28), na Avenida Litorânea, em São Luís. Segundo a polícia, a vítima acusa o PM de ter apontado uma arma para sua cabeça e lhe obrigado a passar o celular a um outro assaltante, ainda não identificado.
Viaturas da PM foram acionadas e, ao procederem com a abordagem, Anderson Pereira, apresentando sinais de embriaguez, afirmou que não estava com o celular da vítima. Os policiais então ligaram para o número fornecido, o mesmo começou a tocar e foi encontrado no bolso do PM. Os dois suspeitos foram encaminhados para o plantão da Cajazeiras e estão sendo ouvidos pelo delegado.
– Policial preso por suspeita de chefiar grupo de extermínio

O policial militar reformado, Francisco da Silva Sousa, o “Da Silva”, é considerado o líder do grupo de extermínio no MA
O policial militar reformado Francisco da Silva Sousa, o “Da Silva”, foi preso em Açailândia, no sábado (20), em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pelo Juiz Federal da Segunda Vara Criminal da Seção Judiciária do Maranhão, pela prática dos crimes de homicídio e tentativa de homicídio. O policial é considerado o líder do grupo de extermínio que agia na região e que praticou o homicídio do ambientalista Raimundo dos Santos Rodrigues, popularmente conhecido como “Dos Santos” e da tentativa contra a Maria da Conceição Chaves Lima.
O ambientalista foi morto a tiros e a facadas em 2015, nos arredores da sede da fazenda Santa Bárbara, situada no povoado Rio das Onças, Zona rural do Município de Buriticupu (MA), ambos abrangidos pela área da Reserva Biológica do Gurupi, sob a administração da Autarquia Federal Icmbio (Instituto Chico Mendes). Os crimes estão ligados diretamente a conflitos agrários envolvendo fazendeiros e madeireiros da região do Município de Buriticupu.
– Favorecimento e corporativismo 

Veículo pertencia a esposa de um militar…
Policiais de uma viatura da Polícia Militar do 1º batalhão que atua no bairro da Vila Embratel são acusados de negligência e favorecimento a um colega de farda. A denúncia são de cinco vítimas de um acidente acidente ocorrido por volta das 19h desta quarta-feira (31). Imagens de câmeras de vigilância amplamente divulgada na imprensa local, mostraram o exato momento que uma caminhonete invade uma loja e deixas várias pessoas feridas. Por conta da força do impacto, outros estabelecimentos próximos também foram atingidos.
Antes de atingir a loja, a caminhonete colidiu com um carro que estava estacionado próximo a loja mais atingida. A caminhonete era dirigida por uma mulher, que segundo as vítimas é casada com um sargento da Polícia Militar, que após o acidente esteve no local conversando com alguns policiais e, os PM’s decidiram não levar o veículo para a delegacia, liberando a mulher que causou o acidente.


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.