domingo, 4 de junho de 2017

Ser cafetão virou profissão no Maranhão

Maranhão de Verdade


(Imagem ilustrativa)
Com a taxa de desemprego em seu nível mais alto dos últimos anos no Brasil, jovens tanto do sexo feminino e masculino buscam alternativas para sobreviver nessa crise braba, agenciando humanos pra humanos.

Esse modus operandi de viver virou uma espécie de profissão dentro do estado, como determina a consolidação das leis do trabalho (CLT), um mercado negro no subterrâneo, que está gerando uma mega renda e ao mesmo tempo destruindo casamentos e lares, uma verdadeira loucura amigos.

Qualquer lugar que você frequenta hoje tem sempre um operador de humanos à sua espera, seja em um barzinho ou até mesmo dentro da sala de aula, incrível mesmo é a forma de pagamento, podendo pagar parcelado em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito. 30% ficando com proxeneta e os outros 70% para a mercadoria sem nota que você utilizou.

Mas ser cafetão é crime ilícito? Não, lógico que não… Cafetão é a pessoa que explora a prostituição de outrem.  Ou ato de cafetinar; tornar pública uma pessoa privada; agenciar humanos no ramo sexual. Eita ramo…


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.