terça-feira, 4 de julho de 2017

Clientes reclamam de demora excessiva nos terminais de autoatendimento do BB de Poção de Pedras

Fila de autoatendimento do Banco do Brasil de Poção de Pedras. Um único terminal disponível para saque para atender a todos
O cliente que pretende fazer um simples saque em algum terminal da agência do Banco do Brasil de Poção de Pedras deverá ter bom condicionamento e aptidão física para aguentar mais de 40 min de espera. Em pleno dia útil da semana, como esta terça-feira (04) por exemplo, só havia um único terminal para saques, tanto para atendimento prioritário (idosos, gestantes), quanto para público comum, o que leva à uma congestão e demora excessiva na fila dos terminais de autoatendimento para quem precisa obter dinheiro em espécie e honrar seus compromissos, seja em dias normais, véspera ou dia seguinte a feriados prolongados e mais ainda nos dias de pagamento dos funcionários públicos. É o que reclamam boa parte das pessoas que utilizam os serviços.

O cliente acaba por ser lesado pela extensa permanência na fila de espera. Cabe ressaltar que o fato de a agência não abastecer propositalmente os demais terminais para agilizar o autoatendimento desrespeita à Lei Estadual 7.806/2002, que determina o tempo máximo de 30 min de espera por atendimento nos guichês.

O Procon/MA, gerido por Duarte Júnior, tem desde dezembro do ano passado realizado uma verdadeira força tarefa para autuar as agências bancárias no estado com atendimento precário e irregularidades funcionais. Numa agência do BB como aquela da cidade de Pedreiras, dificilmente encontro um terminal indisponível de dinheiro quando vou utilizá-la, mesmo assim o Procon encontrou irregularidades e em outras 22 agências que foram fiscalizadas, por entender que os clientes foram prejudicados pela demora na fila (reveja). Quanto mais aqui no BB de Poção de Pedras! O Procon precisa urgentemente intervir com a “Operação Paciência”! Até porque a agência não atende somente à clientes da própria cidade, mas todos os dias centenas de cidadãos de cidades vizinhas como Lago dos Rodrigues, Igarapé Grande, Esperantinópolis e seus respectivos povoados se deslocam até o BB de Poção de Pedras para fazerem suas transações.

Houve muitos casos, uns deles em Imperatriz, onde o Banco do Brasil chegou a ser condenado a pagar uma indenização milionária a cliente devido à demora no atendimento.

*A gerência do BB em Poção de Pedras pode se manifestar com uma nota através do e-mail: assessoria@fernandomelo.global

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.