domingo, 26 de agosto de 2018

Candidaturas para deputado estadual continuam apáticas em Poção de Pedras


É inegável que as eleições 2018 para deputado estadual em Poção de Pedras não será um jogo fácil, levando em consideração que os deputados que concorrem a um segundo mandato na Assembleia Legislativa do Maranhão, principalmente os que se dizem da região, poucos recursos destinaram para as cidades onde obtiveram votos no último pleito. O povo está desacreditado: por um lado temos só aqueles que aparecem em época de eleição, por outro, os "paraquedistas", que aterrissam com intuito de garimpar votos em terras as quais nunca se encontrou um projeto de sua autoria.

Os cabeças políticos também estão em estado de ociosidade com os candidatos nos quais decidiram apoiar; talvez, porque saibam que no fundo não há o que apresentar como palpável de emendas, exceto, as ambulâncias e alguns poucos quilômetros de asfalto esnobados já tardiamente, embora saibamos que sejam provenientes diretamente do governador, que é outro que obteve 88,24% dos votos válidos em 2014, e amargará uma enorme rejeição do eleitorado poção-pedrense nestas eleições devido à promessas adiadas e até o momento, não cumpridas.

Para não dizer que neste ponto de partida nenhuma das lideranças nunca mexeu suas cinturas, apenas o empresário Leão XIII fez uma festinha para apresentar seu candidato, o então deputado Rigo Teles.

Quanto aos demais, creio que os cartazes e os santinhos devem estar a caminho, porém a “cola verde” ainda não veio...

Confira os deputados estaduais mais bem votados em 2014

  

Camilo Figueiredo – 3.607 (38,59% dos votos válidos)
César Pires – 2.326 (24,88% dos votos válidos)
Vinícius Louro – 1.191    (12,74% dos votos válidos)
Ana do Gás – 554 (5,93% dos votos válidos)

PS.: o deputado estadual do prefeito Júnior Cascaria era Camilo Figueiredo, não eleito. Até o presente, sabe-se que o atual candidato do gestor é Fábio Macedo. Na época, o ex-prefeito Gildásio Ângelo apoiou César Pires.

Fábio, sob análise do blogueiro, é político isolado, ensimesmado e lânguido. Camilo é, no momento, político impossibilitado; César Pires é candidato 'pipirão'; Ana do Gás é Ana sem Gás - fim de carreira; e Vinícius, embora seja o mais presente no Médio Mearim, legisla à sombra do pai, que de fato, é político nato e o verdadeiro estrategista e articulador.

Políticos desacreditados, povo indignado. E agora?


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: srfernandomelo@gmail.com que iremos avaliar.