sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Vereador Valney Gomes: “Quem é fiel no pouco, é fiel no muito”

Vereador Elias Eloi aponta a direção do horizonte para Valney: “O futuro é logo ali”.

O blogueiro encontrou o vereador Valney Gomes na manhã desta sexta-feira (14), em frente ao prédio da Câmara Legislativa. O edil vinha chegando todo irradiante, cumprimentado as pessoas que esperavam o início de mais uma sessão.

Antes de adentrar, Valney foi inquirido por alguém: “Vereador, será se você continuará com essa mesma simpatia, atendendo bem ao povo quando alçar voos mais altos, ou fará como os demais, que chegando lá, viraram as costas e se ensoberbeceram?”

Frente da Câmara dos Vereadores de Poção de Pedras
Como sempre sábio e tendo as palavras certas para as ocasiões certas, o presidente fez uma interessante analogia bíblica em cima de um versículo que está no Evangelho de S. Mateus 25:23:

“Disse-lhe o senhor: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.”

– Meus amigos, não acredito nessa de que só saberemos quem realmente é um indivíduo depois de lhe ser concedido o poder. Na verdade, esses que, alcançando o poder, mostram-se totalmente diferentes de quando antes em sua origem, apenas se revelam. Apenas escancaram suas verdadeiras identidades. Poder, dinheiro, riquezas não mudam ninguém, apenas mostram quem os são exatamente. É por isso que Jesus sabia que se um cidadão conseguisse ser fiel no pouco, também seria no muito, porque sendo posto à prova de caráter nas dificuldades, se mostrará a mesma pessoa na bonança. Podem ter certeza de que continuarei sendo o mesmo Valney de sempre”, sublinhou, arrancando elogios de sua resposta.

“Esse é o homem de quem Poção de Pedras precisa!”, vociferou alguém.  

Valney e Jhulio, uma foto que expressa o porvir 

Um comentário:

  1. Nosso futuro prefeito. Valney gomes✌️
    E Parafraseando a mesma frase, quem Não é fiel no pouco, não será no muito. Essa pudemos comprovar com o atual prefeito, bem como o vereador Jhulyo, que como já podemos perceber, só pensam em crescer seus patrimonios, dando migalhas para o povo. Porém o dinheiro deixa rastros e como canta tribo de janh, eles herdarão as ruínas da Babilônia.

    ResponderExcluir

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.