sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Diretores da Famem empurram Tema para derrota


Isolado em uma reeleição sem nexo e que não conta com o apoio dos prefeitos e prefeitas maranhenses, Cleomar Tema resolveu ouvir mais uma vez seus diretores e realizou na tarde desta sexta-feira (18) uma movimentação suicida.

Segundo informações, uma das estratégias da reunião seria mentir sobre Flávio Dino e atacar o senador Weverton Rocha.

Tema foi emprenhado mais uma vez pelo chefe de gabinete Marcelo Freitas e pelos diretores Gildásio Ângelo e Geraldo Nascimento.

Os três tentam se segurar na Federação, onde possui altos salários e esquemas nada republicanos. Marcelo opera, através de um irmão, o sistema de sites municipais e o diário oficial dos municípios. Além do salário de cerca de R$ 6 mil, fatura algo em torno de R$ 40 mil com os serviços que são pagos com as contribuições dos municípios.

Marcelo ainda é sinecurado no governo do estado, mais precisamente na Secretaria de Estado da Comunicação e Articulação Política, onde não dá expediente.

Gildásio Angelo também já foi sinecurado no governo, mas foi demitido depois de trair o deputado Stênio Rezende. Ex-prefeito de Poção de Pedras, opera através de cargos fantasmas na Federação, além de beneficiar amigos e até namoradas.

Geraldo Nascimento é outro sinecurado que não dá expediente no governo. É secretário adjunto de Articulação Política. Seu salário na FAMEM é uma bela contribuição para aumentar os rendimentos familiares.

Realmente, com diretores como estes, Cleomar Tema não poderia seguir caminho diferente que não fosse ladeira abaixo.

PS: A eleição para presidência da entidade acontece dia 30 e o prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier, ganhará com facilidade, uma vez que possui o apoio de mais de 160 gestores.

(Com informações do blogs Maldine Vieira e Maramais)

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.