sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

PM do Maranhão mata policial do Piauí na frente do filho durante discussão


O cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, 30 anos, levou três tiros e morreu durante uma discussão com outro policial na zona Leste de Teresina. O caso aconteceu no cruzamento das ruas Cândido Ferraz com Verbenas, barro Joquei Clube. Os dois estavam em motocicletas sem placas. O autor dos tiros, de acordo com a polícia, é um policial do Maranhão identificado como Francisco Ribeiro dos Santos Filho, lotado no 11º Batalhão da PM de Timon, no Maranhão. Ele foi detido por testemunhas que passavam pelo local e com a chegada da polícia levado à Central de Flagrantes. O trânsito foi interditado pela Strans e pelo 5º Batalhão da PM.



Samuel ainda foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital. O corpo já foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Samuel estava indo deixar o filho na escola quando teve início uma discussão. O garoto estava na garupa. Em vídeos que circulam nas redes sociais é possível ouvir a voz de uma criança informando que perdeu o pai. A polícia busca imagens de câmeras de segurança para ajudar nas investigações.

A esposa de Samuel foi a primeira a chegar ao local da briga. A mãe dele soube da morte assim que chegou e precisou ser amparada. Em desespero, ela pedia o filho de volta. A vítima já trabalhou na vice-governadoria do Estado e atualmente estava lotada na Cavalaria da PM. Testemunhas disseram que o filho do policial piauiense ainda pediu que não atirassem no pai.

O policial de Timon foi preso pelo delegado Willame Morais, que deixava o filho em uma escola da região. Ele estaria em posse de duas armas de fogo. "A motivação está sendo apurada. Temos testemunhas que viram a discussão e os tiros. Por enquanto só sabemos a versão do autor do delito. Eu estava saindo da escola quando fui chamado por populares dizendo que estava tendo tiros e uma pessoa sendo morta. Chegando lá me deparei com o suspeito sofrendo tentativa de linchamento e acionei o comando da PM, que o levou para a Central de Flagrantes", disse o delegado à TV Cidade Verde.


Segundo o delegado, o filho da vítima foi socorrido por funcionários de uma escola próximo ao local da ocorrência. "Ele está em choque", afirmou.

Por volta das 15h, Francisco Ribeiro dos Santos passou mal e foi levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) em ambulância do SAMU. Ele tinha lesões no rosto. Segundo a polícia, assim que for medicado, o policial vai voltar para a Central de Flagrantes.

O delegado geral, Luccy Keiko, disse que duas armas foram apreendidas com o PM maranhense, uma pistola ponto 40 - de uso da polícia - e um revólver calibre 38 de propriedade desconhecida. Ainda de acordo com o delegado, as investigações iniciais apontam que a morte foi causada por uma briga de trânsito.









Fonte: Cidade Verde

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.