quinta-feira, 11 de abril de 2019

Dados pessoais de 2,4 milhões de usuários dos SUS vazam na internet


SÃO PAULO - Dados de 2,4 milhões de usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) vazaram na internet nesta quinta-feira (11). Informações como como nome completo, nomes da mãe, endereços, números de CPF e datas de nascimento foram expostas, segundo informações do UOL Tecnologia. 

Segundo o site, o autor do vazamento teria avisado de antemão que publicaria esses dados neste dia. O Ministério da Saúde teria sido informado no dia 29 de março sobre a falha de segurança, mas nada foi feito. 

O ministério informou que está analisando o caso e promete um comunicado ainda nesta quinta-feira (11) sobre o assunto. Por enquanto, não há sinais de um ataque ao sistema no site SUS.

Segundo o site, a falha que permitiu o vazamento estava na integração do sistema do SUS com outros aplicativos. Essa integração é feita por meio das chamadas APIs (Interface de Programação de Aplicativos). 

InfoMoney entrou em contato com o Ministério da Saúde, que informou que a denúncia foi encaminhada para a Polícia Federal para investigação criminal. "Cabe ressaltar que o Departamento de Informática do SUS (DATASUS) reforçou as ações de segurança para assegurar a proteção dos dados dos usuários". 

Vazamento de dados é crime 

De acordo com a Lei de Crimes Cibernéticos (12.737/2012), vazamento de dados pessoais de terceiros é crime. As penas podem variar de três meses a três anos de prisão. 

Com InfoMoney

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.