terça-feira, 2 de abril de 2019

Em tempos de crise, Maranhão segue pagando maior salário para professores

Em tempos de crise em todo o país, o Maranhão segue se destacando pagando o maior salário do país para professores. (Foto: Sinfra MA)
A valorização dos professores da rede pública estadual tem sido uma das metas seguidas pelo Governo do Maranhão, desde 2015. Em tempos de crise em todo o país, o Maranhão segue se destacando pagando o maior salário do país para professores com licenciatura plena e carga horária 40 horas semanais, entre as redes estaduais do país. Outro ponto de atenção é a garantia de salários em dia, realidade que se tornou sonho para muitos servidores públicos em estados como Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Com salário de R$ 5.750,84 – dos professores de 40 horas semanais com licenciatura e em início de carreira – o Maranhão paga 124,84% a mais que o valor estabelecido como piso nacional para o mesmo regime de trabalho, que atualmente é de R$ 2.557,74.

Respeitando o limite financeiro e fiscal do Estado, o Governo do Maranhão concedeu, nos últimos anos, três reajustes à categoria que, juntos, resultam no percentual de 30,35% sobre a remuneração do professor (sem contar gratificações e adicionais).

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, reforça que, além do valor praticado no estado representar mais que o dobro do valor assegurado pela Lei Nacional do Piso Salarial do Magistério da Educação Básica, até professores com licenciatura que cumprem jornada de 20 horas semanais recebem acima do valor estabelecido pelo piso nacional.

“Em 2019, o MEC fixou o valor de R$ 2.557,74 como piso nacional para jornada de 40 horas. No Maranhão, professor que possui licenciatura e que cumpre metade dessa jornada de trabalho, ou seja, 20 horas, tem remuneração de R$ 2875,42, inicialmente, sem contar com outros adicionais. Além de investimentos em qualificação e melhoria das condições de ensino que o governo Flávio Dino implementa desde que assumiu o Governo do Maranhão”, enfatizou o secretário.

Conquistas

A valorização dos educadores da rede estadual de ensino vai além dos ganhos salariais> A atual gestão concretizou inúmeras ações e medidas, que representam conquistas históricas para os professores, como o concurso interno de Ampliação da Jornada (de 20 para 40 horas) com 2 mil docentes beneficiados e de Unificação de matrícula, contemplando 400 profissionais.

O Governo do Estado, também, realizou o primeiro concurso público para professores com carga horária de 40 horas, incluindo 230 vagas para profissionais da Educação Especial. Nos últimos três anos, realizou o maior número de estímulos profissionais em igual período de tempo da história: incluindo progressões, promoções, titulações e gratificações de estímulo.

No quesito formação, foram realizadas escutas pedagógicas em todas regionais do Maranhão, reunindo mais de 5 mil professores; formação para mais de 6,5 mil gestores e professores; distribuição de 16,6 mil cadernos pedagógicos dos diferentes componentes curriculares (ação inédita na rede estadual) e eleição para gestores escolares.

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.