segunda-feira, 10 de junho de 2019

Moro diz que houve 'invasão criminosa' e não há 'anormalidade' em 'supostas mensagens'


O ministro Sergio Moro divulgou nota após serem publicadas matérias no site The Intercepct reproduzindo supostas mensagens entre ele, o procurador Deltan Dallagnol e procuradores da Lava Jato, mostrando discussões internas e atitudes "altamente controversas" durante condução da operação.

Moro lamentou a 'falta de indicação' de fonte da pessoa que seria responsável pela "invasão criminosa" de celulares de procuradores e afirmou que as mensagens que o citam, não se "vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento" da sua atuação enquanto magistrado.

Confira a nota:

“Sobre supostas mensagens que me envolveriam publicadas pelo site Intercept neste domingo, 9 de junho, lamenta-se a falta de indicação de fonte de pessoa responsável pela invasão criminosa de celulares de procuradores. Assim como a postura do site que não entrou em contato antes da publicação, contrariando regra básica do jornalismo.

Quanto ao conteúdo das mensagens que me citam, não se vislumbra qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado, apesar de terem sido retiradas de contexto e do sensacionalismo das matérias, que ignoram o gigantesco esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato.”

Em publicação em sua conta do Twitter, Sergio Moro declarou que está havendo "muito barulho" devido a publicação das supostas mensagens no site, e ainda pontuou que a leitura "atenta" mostra que não há "nada" apesar das matérias "sensacionalistas".

"Muito barulho por conta de publicação por site de supostas mensagens obtidas por meios criminosos de celulares de procuradores da Lava Jato. Leitura atenta revela que não tem nada ali apesar das matérias sensacionalistas", tuitou.



180 Graus

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.