terça-feira, 11 de junho de 2019

Renato Madeira, promotor de justiça de Poção de Pedras é removido para a Comarca de São Luís Gonzaga do MA

Renato Madeira Reis prestou serviço na Promotoria de Justiça de Poção de Pedras e, por critério de antiguidade, teve pedido de remoção deferido para São Luís Gonzaga do MA. Ministério Público ainda não divulgou o novo promotor que responderá pela Comarca em Poção de Pedras. 


Dr. Renato durante evento da SEMED que homenageou os alunos destaques do ano. 
Em sessão ordinária do Conselho Superior do Ministério Público do Maranhão, realizada na última sexta-feira, 7, na Procuradoria Geral de Justiça, em São Luís, foram aprovadas três remoções de promotores de justiça, todas pelo critério de antiguidade.

Na entrância inicial, Renato Madeira Reis foi removido da Comarca de Poção de Pedras para a de São Luís Gonzaga do Maranhão.

Na entrância intermediária, o promotor de justiça José Jailton Andrade Cardoso sai da 2ª Promotoria de Balsas para a de Maracaçumé.

Também teve o pedido de remoção aprovado o promotor de justiça Gustavo Antonio Chaves Dias, que deixa a 2ª Promotoria de Chapadinha para assumir a 4ª de Pedreiras.



A sessão do Conselho Superior do Ministério Público do Maranhão, que foi presidida pelo procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, teve a participação dos integrantes do colegiado, os procuradores de justiça Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, corregedor-geral do MPMA; Francisco das Chagas Barros de Sousa, Sandra Lúcia Mendes Alves Elouf, Mariléa Campos dos Santos Costa, Carlos Jorge Avelar Silva e Domingas de Jesus Froz Gomes.

O blog destaca a atuação de Renato Madeira, certo de que deixou registrado seu serviço prestado à sociedade poção-pedrense durante o tempo em que esteve aqui, quanto sua participação em muitos eventos sociais.





Fonte: CCOM-MPMA

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.