terça-feira, 1 de outubro de 2019

Operação resulta em morte e prisão de membros da ‘milícia’ do prefeito Magrado em Viana


A Polícia Civil em atuação conjunta com a Polícia Militar deflagrou nesta terça-feira (1º) operação de combate ao crime no município de Viana, na baixada maranhense.

Na ação foram apreendidas três armas de fogo, uma espingarda desmontada, 74 munições de calibre variados, dois simulacros de arma de fogo e seis placas para colete balístico.

Cinco homens foram presos em flagrante, um desses já tinha mandado de prisão preventiva.

As investigações tiveram início após denúncias de abusos praticados por funcionários contratados pela Guarda Municipal de Viana na gestão do prefeito Magrado Aroucha Barros (PSDB).

A polícia, então, iniciou a investigação que culminou na expedição de 8 (oito) mandados de busca e 01 (um) mandado de prisão preventiva.

Os oito homens contratados pelo prefeito Magrado formavam uma espécie de milícia e para camuflar sua atuação criminosa, usavam a farda e equipamentos da Guarda Municipal.

De acordo com as denúncias que chegaram a Polícia, eles  frequentemente ostentavam em via pública armas de fogo, praticavam ameaças e abusos de autoridade contra os cidadãos vianenses.

– Apreensão

Durante a operação foram cumpridos mandados na residência do senhor José Raimundo Costa [sargento reformado], vulgo “Manelão”, ocasião que foi encontrada uma pistola, calibre .380 com três carregadores, 43 (quarenta e três) munições calibre .380, 3 (três) munições calibre 12 e 2 (duas) calibre 20.

Na residência de João Batista Meireles, vulgo “Curica”, foi encontrada uma arma de fogo, tipo revolver, calibre .38, juntamente com 10 (dez) munições integras.

Na residência de Rayones Queiroz de Sousa foram encontradas 5 (cinco) munições calibre .38 intactas, 1 (uma) calibre .20 e uma calibre .22 e uma arma de fogo, tipo espingarda, desmontada, dois pares de algemas e duas balaclavas.

Na residência de Francisco de Assis Mendonça Neto foram encontradas duas munições calibre 12 e duas placas para colete balístico com a numeração suprimida.

Na casa de Marcio Mendonça foram encontradas 10 (dez) cápsulas deflagradas calibre .380, duas placas para colete balístico e um simulacro de arma de fogo.

Por derradeiro, na residência de Raimundo dos Santos Baia Pinheiro foi encontrada uma arma de fogo, calibre .38, municiada com 4 (quatro) munições intactas e duas deflagradas, duas placas balísticas para colete com identificação suprimida e um par de algemas.

– Morte

Este último já possuía passagem pela prática do crime de porte ilegal de arma de fogo e receptação de placas balísticas de colete. Na ocasião da abordagem, ele reagiu com disparos de arma de fogo contra a força policial e, com o intuito de repelir, foi neutralizado. Recebeu os primeiros socorros das próprias forças policiais envolvidas na operação, que o conduziram até o hospital de Viana, entretanto, Raimundo dos Santos acabou não resistindo e foi a óbito.

A polícia emitiu um relatório de ocorrência após a operação, confira a íntegra AQUI.



Do blog do Domingos Costa

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo, é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor do blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.