domingo, 22 de março de 2020

Nesta segunda (23) começa a campanha de vacinação contra Influenza/H1N1 em Poção de Pedras

Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são crianças, pessoas acima de 60 anos e trabalhadores da saúde. Em Poção de Pedras os idosos serão vacinados em casa.

Nesta segunda-feira, 23, terá início a campanha de vacinação contra Influenza/H1N1 em Poção de Pedras.

A primeira fase da campanha se estende até o dia 22 de abril e é destinada ao público prioritário formado por crianças a partir de 6 meses de vida a menores de 6 anos de idade, idosos a partir de 60 anos e todos os trabalhadores da saúde.
Esta vacina não visa imunizar contra o tipo comum de gripe, mas é trivalente contra outros três tipos de gripe, são elas:



  • A/Brisbane/02/2018 (H1N1) pdm09
  • A/South Austrália/34/2019 (H3N2)
  • B/Washington/02/2019 (linhagem B/Victoria)
Durante a campanha, a meta é vacinar pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários. Após a primeira fase, será iniciada a segunda, a partir do dia 16 de abril e é destinada a professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e doentes crônicos não transmissíveis, comorbidades e outras condições clínicas especiais.

A terceira fase ocorrerá a partir do dia 9 de maio e contemplará adultos de 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (mulheres em fase de pós-parto), pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estiverem sob medidas socioeducativas.

Neste ano, o Ministério da Saúde mudou o início da campanha, de abril para março, para proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde. Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

Atendimento Domiciliar

A coordenadora do Setor de Imunização, Dra. Honna Pelúsia, informa que, a fim de não descumprir os planos de contingência contra a Covid-19 e evitar aglomerações nos postos de atendimento, será adotada a estratégia de vacinação domiciliar aos idosos a partir de 60 anos. Um esquema foi montado e a SEMUS pede que estes idosos aguardem em casa a visita da equipe técnica de imunização. Os idosos não precisarão irem aos postos.  

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe envolve as três esferas gestoras do Sistema Único de Saúde (SUS), contando com recursos da União, das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.