segunda-feira, 20 de abril de 2020

Governo do Maranhão amplia medidas restritivas e anuncia instalação de hospital de campanha em Lago da Pedra


Devido ao crescimento sequencial do novo coronavírus no Maranhão, o governador do estado, Flávio Dino (PCdoB), ampliou o decreto de restrições que terminaria nesta segunda-feira (20) até o dia cinco de maio, anunciou a entrega de novos leitos exclusivos para tratamento da Covid-19 e também divulgou o aluguel de um hospital particular. O anúncio das novas medidas foi realizado na manhã desta segunda-feira (20) em entrevista coletiva virtual concedida por Dino.

Serão oferecidos pela rede estadual um total de 23 leitos, que funcionarão de maneira exclusiva para o tratamento da Covid-19. Além disso, o Hospital São José, localizado na Rua São Pantaleão, no Centro de São Luís foi alugado pelo Governo do Estado também para tratamento exclusivo no novo coronavírus.

"Nós alugamos já este hospital, consumamos a operação e lá teremos mais 50 leitos. De modo que o processo de expansão em São Luís continua muito fortemente enquanto houver necessidade", disse Dino.

Assista


Além disso, Flávio Dino divulgou ações no interior do Maranhão prometendo a abertura nas próximas semanas de um hospital em Lago de Pedra e outro em Santa Luzia do Paruá. Está sendo feito ainda um estudo sobre a instalação de um hospital de campanha na cidade de Açailândia em parceira com uma empresa privada.

"Lamentavelmente, de modo inusitado, há uma polêmica na cidade de Açailândia quanto a receber ou não esse hospital. Nós não queremos polêmica. Mas estamos acompanhando essa polêmica. Vamos consultar hoje as lideranças políticas da cidade e, se a decisão for de não receber o hospital, nós vamos alocar em outra cidade", revelou o governador do Maranhão.

As medidas restritivas de fechamento de atividades não essenciais, comércio, bancos e escolas foram ampliadas e o decreto que terminaria nesta segunda-feira foi prorrogado até o dia cinco de maio. No novo decreto do Governo do Maranhão o uso de máscaras passa a ser obrigatório em locais públicos e ambientes de livre acesso.

A SES informou ainda que 3.580 pessoas estão com suspeita de contaminação e 3.076 casos foram descartados. De acordo com o governo, 4.397 testes foram realizados.

Com informações - G1, MA


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.