terça-feira, 1 de setembro de 2020

Auxílio emergencial cai para R$ 300 e terá mais 4 parcelas, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Economia, Paulo Guedes, chegaram a um acordo sobre o novo valor do auxílio emergencial. Os dois anteriormente haviam concordado que não era viável manter o benefício em R$ 600, e terminaram por fixar o valor em R$ 300, a ser pago até dezembro deste ano. A novidade foi anunciada por Bolsonaro nesta terça-feira (1º/9) em pronunciamento na frente do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro e Guedes chegaram a demonstrar, em público, que havia desentendimento entre os dois quanto ao valor. “O Paulo Guedes ou alguém falou da Economia em R$ 200. Eu acho que é pouco. Mas dá para chegar num meio termo, e nós buscamos que ele venha a ser prorrogado por mais alguns meses, talvez até o final do ano, de modo que nós consigamos sair dessa situação fazendo com que os empregos formais e informais voltem à normalidade”, disse o presidente durante cerimônia no dia 19 de agosto, ao lado do ministro.

Metrópoles


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.