sábado, 20 de fevereiro de 2021

Pedro Lucas Fernandes perderá presidência do PTB no MA na segunda-feira, após votação na Câmara

 

Deputado Pedro Lucas Fernandes (Foto: Pedro França/Agência Senado)

Os dois deputados federais do PTB que votaram pela manutenção da prisão de Daniel Silveira (PSL) serão punidos. Dos 11 integrantes da sigla na Casa legislativa, apenas Pedro Bezerra (CE) e Pedro Lucas Fernandes (MA) foram favoráveis ao encarceramento do pesselista na votação realizada na noite da última sexta-feira, 19.

Mais do que irem contra a orientação da liderança da bancada, que havia indicado voto em favor do congressista fluminense detido por causa da divulgação de um vídeo com críticas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), a dupla petebista irritou o presidente nacional da legenda, o ex-deputado Roberto Jefferson. Pelo Twitter, ele anunciou qual será a punição pelo ato.

Até ano passado, Pedro Lucas era o líder do PTB na Câmara. Dificilmente o parlamentar permanecerá no partido.

Jefferson é um aliado recente de Jair Bolsonaro e convidou tanto o presidente quanto Daniel Silveira a ingressar no PTB.

Comando de diretórios

“Os deputados Pedro Lucas e Pedro Bezerra perderão na segunda-feira próxima à presidência do partido no Maranhão e no Ceará, respectivamente”, afirmou Jefferson. Ele ainda não afirmou o que pensa em fazer com os dois diretórios estaduais. No entanto, lamentou a decisão final da Câmara, que por maioria absoluta acatou a ordem do STF e manteve um parlamentar detido.

“Ditadura de toga”

“Confirmamos que todos os poderes da República foram usurpados pela ditadura de toga, regime cruel que persegue trabalhadores e venera a escória da sociedade”, afirmou Roberto Jefferson. “Portanto, convocamos os cristãos conservadores a se manterem em vigília permanente. É a luta do Bem contra o mal”, complementou o presidente nacional do PTB.

Votação

A Câmara dos Deputados decidiu manter a prisão em flagrante e sem fiança do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), detido desde terça-feira (16) no âmbito de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) que investiga notícias falsas (fake news), calúnias, ameaças e infrações contra o tribunal e seus membros. A decisão foi transformada em resolução promulgada na própria sessão.

Foram 364 votos a favor (SIM) do parecer da relatora pela Comissão de Constituição e Justiça, deputada Magda Mofatto (PL-GO), que recomendou a manutenção da prisão considerando “gravíssimas” as acusações imputadas ao parlamentar. Foram 130 votos contra e 3 abstenções.

Confira como votou cada deputado pelo Maranhão:

Aluisio Mendes (PSC-MA) – Não

André Fufuca (PP-MA) – Sim

Bira do Pindaré (PSB) – Sim

Dr. Gonçalo (Republicanos) – Sim

Cleber Verde (Republicanos) – Sim

Edilazio Junior (PSD) – Sim

Gil Cutrim (PDT) – Sim

Gastão Vieira (PROS) – Sim

Hildo Rocha (MDB) – Não

João Marcelo S. (MDB) – Sim

JosimarMaranhãozi (PL) – Sim

Josivaldo JP (PODE) – Não

Junior Lourenço (PL) – Ausente

Juscelino Filho (DEM) – Abstenção

Marreca Filho (PATRIOT) – Sim

Pastor Gil (PL) – Não

Pedro Lucas Fernan (PTB) – Sim

Zé Carlos (PT) – Sim

(Com informações - John Cutrim/Revista Oeste)


0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.