segunda-feira, 17 de maio de 2021

“Por pouco, parte de parede de uma escola em reforma não atinge crianças no bairro Poeirão” – diz morador


A redação do blog recebeu informações de moradores sobre uma tragédia que quase aconteceu no bairro Poeirão, em Poção de Pedras, na noite deste domingo (16).

As imagens enviadas mostram uma quantidade de tijolos que caiu da parede na escola U.E Mariazinha Bezerra de Brito, que está passando por reformas.

“As paredes são altas, e todas as noites as crianças do bairro costumam brincar por perto. Ontem, quando desabou alguns tijolos, por muito pouco não lhes atingiram”, disse uma das testemunhas.  

Em torno da obra não há nenhuma delimitação de acesso, isolamento típico em qualquer construção civil, expondo ao perigo qualquer pessoa que esteja passando nas imediações. Chama a atenção que as paredes, em se considerar a altura, parecem estar sendo edificadas sem nenhuma sustentação de colunas em aço e concreto e baldrames, evidentemente para economizar materiais. O barato que pode sair caro.

Há poucos dias, em relação a mesma obra, que diga-se de passagem, provavelmente seja terceirizada da Prefeitura, alguns funcionários foram demitidos simplesmente porque não teriam votado no prefeito atual. Pura retaliação e perseguição política. O encarregado do prefeito, Léo Jaime, que é uma espécime de subprefeito, foi lá e mandou demitir.

A escola antes da reforma era cheia de adaptações, com estacas, presilhas e sustentações de madeiras fincadas na única área livre de recreação. Vários eram os relatos de crianças que acidentalmente batiam com a cabeça. Esperamos que a Prefeitura agora faça uma construção que atenda aos padrões que qualquer espaço educacional deva ter. 


Amontoado de tijolos que despencou...



0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade, sua opinião é livre e de grande importância; contudo é de inteira responsabilidade do leitor e não representa a opinião do editor deste blog. Prezamos pela ética e pudor. Os comentários serão publicados em até 24 horas após análise.

Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o e-mail: imprensa@fernandomelo.blog que iremos avaliar.