Mostrando postagens com marcador Lula. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Lula. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 10 de março de 2021

Pesquisa CNN mostra Bolsonaro em 1º, dez pontos à frente de Lula

Compartilhe essa Notícia:

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aparece na liderança das intenções de voto em pesquisa realizada pela parceria CNN/Instituto Real Time Big Data sobre as eleições presidenciais de 2022.

O levantamento indica Bolsonaro com 31% dos votos, dez pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP). A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.


Leia Mais »

segunda-feira, 8 de março de 2021

Fachin anula todos os processos contra Lula na Lava Jato e o torna elegível

Compartilhe essa Notícia:

 

Lula (Foto: Reprodução)

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), anulou, nesta segunda-feira, 8, todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Justiça Federal no Paraná relacionadas às investigações da Operação Lava Jato. Com a decisão, o ex-presidente recupera os direitos políticos e volta a ser elegível. Fachin também determinou que os autos sejam remetidos à Justiça do Distrito Federal. Em sua decisão monocrática, Fachin, relator da Lava Jato no STF, entendeu que a 13ª Vara Federal não é competente para julgar e processar o petista. Na prática, estão anuladas as condenações dos casos do tríplex do Guarujá, do sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, e do Instituto Lula.


Leia Mais »

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Bergoglio e Lula: fé, crime e corrupção unidos

Compartilhe essa Notícia:


A reunião entre Lula e o Papa católico, nestes dias, é um deprimente marco na história do catolicismo.

A ação contínua do chefe enviesado da igreja católica ao receber tiranos, assassinos e ladrões - sempre com foco ideológico - o coloca entre os piores papas da história.

A argumentação pífia de que a misericórdia e o perdão fazem parte da doutrina do cristianismo para justificar esse comportamento não tem cabimento algum.

Leia Mais »

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Procuradora da Lava Jato pede desculpas ao ex-presidente Lula

Compartilhe essa Notícia:



A procuradora da República, Jerusa Viecili, pelo Twitter, pediu desculpas ao ex-presidente Lula na noite desta terça (27).

A integrante da força-tarefa Lava Jato, em Curitiba, teve trechos de conversas vazadas numa reportagem do UOL em parceria com o site The Intercept.

“Errei. E minha consciência me leva a fazer o correto: pedir desculpas à pessoa diretamente afetada, o ex-presidente Lula”, escreveu a procuradora da Lava Jato.

Jerusa era uma das que ironizavam o petista pelas perdas (mortes) de seus familiares, dentre os quais sua mulher Marisa, o irmão Vavá e o neto Arthur.

“Preparem para nova novela ida ao velório”, espezinhou no aplicativo Telegram ao se referir à morte do neto de Lula, de 7 anos.

“Querem que eu fique pro enterro?”, questiona noutra postagem a procuradora arrependida, ao comentar a morte de Marisa.

Blog do Esmael Morais


Leia Mais »

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Lula é condenado a 12 anos de prisão em processo sobre sítio

Compartilhe essa Notícia:

Lula é condenado em processo sobre sítio. (Foto: Marcelo Gonçalves/Sigmapress/Estadão Conteúdo)
A juíza federal Gabriela Hardt condenou hoje (6) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses de prisão na ação penal sobre as reformas realizadas no Sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP). A sentença é a segunda proferida contra o ex-presidente na Operação Lava Jato.

Leia Mais »

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Juíza barra visita de Flávio Dino e comitiva de governadores à Lula

Compartilhe essa Notícia:


Frustrados por terem sido barrados em visita a Lula, governadores afirmam ter registrado ‘indignação’ na Polícia Federal. O governador do Maranhão Flávio Dino (PC do B) afirmou nesta terça-feira, 10, que os dez chefes de Executivos estaduais também deixaram carta em apoio ao ex-presidente. A juíza da Vara de Execuções Penais de Curitiba negou pedido para a realização do encontro na Sala Especial em que o petista cumpre pena de 12 anos e um mês no caso triplex desde sábado, 7. Dino falou em vídeo transmitido pela página de Facebook do ex-presidente.

Passavam das 14h30 quando uma van escoltada por carros pretos adentrou ao perímetro de segurança do entorno da Polícia Federal, em Curitiba, onde ninguém mais entra desde o sábado, quando Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou preso para início de cumprimento de sua pena no caso triplex, com uma comitiva de governadores que queriam visitar o ex-presidente em seu cárcere.

Encabeçado pelos senadores Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente do PT, Lindbergh Farias (PT-RJ), e pelo senador Roberto Requião (MDB-PR), que pela manhã havia solicitado na Justiça Federal o direito da visita, a comitiva contou com nove governadores do Nordeste e três senadores.


Leia Mais »

sábado, 7 de abril de 2018

Lula se entrega e é preso pela Polícia Federal em São Bernardo

Compartilhe essa Notícia:

Ex-presidente Lula deixa sindicato dos metalúrgicos em São Bernardo do Campo, SP - 07/04/2018 (Leonardo Benassatto/Reuters)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se entregou à Polícia Federal e foi preso neste sábado, dois dias depois da expedição de um mandado de prisão pelo juiz Sergio Moro. Lula, de 72 anos, passa agora a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão a qual foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex.

O ex-presidente deixou por volta das 18h41 o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, onde estava desde a noite de quinta. Ele saiu do local a pé e cercada por uma multidão e entrou em um carro da polícia, que o aguardava do lado de fora. Mais cedo, às 17h, o ex-presidente tentou deixar o sindicato em um veículo com o seu advogado, Cristiano Zanin, mas foi impedido por militantes que bloquearam a saída para impedir sua prisão.

O comboio deixou o ABC rumo a São Paulo, onde Lula deve ser levado para o posto da PF no Aeroporto de Congonhas e, em seguida, para Curitiba. O percurso do aeroporto no Paraná até a sede da Polícia Federal será feito em um helicóptero da corporação, para garantir a segurança do ex-presidente.

O petista tinha uma ordem de prisão contra ele desde a tarde de quinta. Moro deu a opção para Lula se apresentar às autoridades até as 17h de sexta, mas o petista continuou no sindicato até este sábado, quando afirmou pela manhã que “cumpriria o mandado”.

Fonte: Guilherme Venaglia/Veja


Leia Mais »

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Sérgio Moro manda prender o ex-presidente Lula

Compartilhe essa Notícia:


O juiz Sérgio Moro determinou nesta quinta-feira (5), a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele deve se apresentar voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba, até às 17h desta sexta-feira (6).

“Relativamente ao condenado e ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, concedo-lhe, em atenção à dignidade cargo que ocupou, a oportunidade de apresentar-se voluntariamente à Polícia Federal em Curitiba até as 17:00 do dia 06/04/2018, quando deverá ser cumprido o mandado de prisão”, determinou Moro que proibiu o uso de algemas.

Lua foi condenado em duas instâncias da Justiça no caso do triplex em Guarujá (SP).

A pena é de 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado.

Foto: Leonardo Benassatto/Reuters


Leia Mais »

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Supremo rejeita habeas corpus e permite que Lula seja preso

Compartilhe essa Notícia:

Votação do habeas corpus de Lula durou 10 horas e meia e foi encerrada com placar de 6 a 5 pela rejeição do pedido.



BRASÍLIA — O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está mais perto da prisão. Por seis votos a cinco em uma sessão que durou quase 11 horas, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, já na madrugada desta quinta-feira, o habeas corpus pedido pela defesa do petista. Assim, ele pode se tornar o primeiro ex-presidente a ser preso desde a redemocratização. Em janeiro, Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por desembargadores do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá.

Terminado o julgamento no STF, Lula ainda terá um último recurso no TRF-4 chamado de embargo do embargo. A defesa do petista tem até a próxima terça-feira para recorrer, mas esse tipo de medida raramente é aceito. Antes disso, no entanto, o juiz Sergio Moro pode decretar a prisão.

Seis ministros do STF negaram o habeas corpus ao ex-presidente: Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

Outros cinco ficaram vencidos: Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello.

Continue lendo em O Globo...


Leia Mais »

segunda-feira, 5 de março de 2018

MPF pede à Justiça rejeição de recurso e prisão imediata de Lula

Compartilhe essa Notícia:

Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

Veja - O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou nesta segunda-feira, 5, contra o último recurso protocolado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, que pedia a revisão da condenação a doze anos e um mês na ação penal que envolve o tríplex no Guarujá (SP). Além de defender a rejeição do recurso, o MPF pediu a prisão do petista após o julgamento para cumprimento da pena.

No parecer, o procurador responsável pelo caso se manifestou a favor da defesa de Lula para dar parcial provimento aos embargos de declaração e corrigir somente alguns termos do acórdão proferido em janeiro. Apesar de pedir a correção das palavras Grupo OAS, empresa OAS Empreendimentos e funcionamento ou não do Instituto Lula, a Procuradoria entende que as correções não alteram a essência da condenação.

“O acórdão entende haver provas suficientes de que a unidade tríplex do Condomínio Solaris estava destinada a Luiz Inácio Lula da Silva como vantagem, apesar de não formalmente transferida porque sobreveio a Operação Lava Jato e a prisão de empreiteiros envolvidos, dentre eles, José Adelmário Pinheiro Filho [conhecido como Leo Pinheiro, ex-executivo da OAS]”, sustenta o MPF.

No dia 24 de janeiro, o TRF4 confirmou a condenação de Lula na ação penal envolvendo o tríplex e aumentou a pena do ex-presidente de nove anos e meio de prisão para doze anos e um mês. Na decisão, seguindo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), os desembargadores concluíram que a execução da pena do ex-presidente deve ocorrer após o esgotamento dos recursos pela segunda instância da Justiça Federal.

Com o placar unânime de três votos, cabem somente os chamados embargos de declaração, tipo de recurso que não tem o poder de reformar a decisão — dessa forma, se os embargos forem rejeitados, Lula poderia ser preso. A previsão é de que o recurso seja julgado até o fim de abril.



Leia Mais »

sábado, 3 de março de 2018

O plano da Polícia Federal para o dia da prisão de Lula

Compartilhe essa Notícia:


Preparativos envolvem 350 pessoas, avião e apoio da PM. Não haverá uso de algemas e PF trabalha com cinco possíveis locais para o cumprimento da pena

Insistência - O ex-presidente, que batalha para evitar a prisão e ser candidato: “Vou brigar até o fim”. (Reprodução)
Condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a doze anos e um mês de prisão, Lula será recolhido ao cárcere tão logo seu recurso contra a sentença seja julgado no TRF4, o que deve ocorrer a partir do próximo dia 23. A cadeia, se nenhuma reviravolta acontecer, é uma questão de dias.

Reportagem de VEJA desta semana mostra os preparativos da Polícia Federal para cumprir a ordem de prisão contra a maior estrela do petrolão. O trabalho para o “Dia D” da Lava-Jato – como tem sido chamado na corporação – é sigiloso e envolve 350 agentes, avião e apoio da Polícia Militar.

Ciente do peso da biografia do alvo, a PF quer evitar erros cometidos em ações anteriores, para não vitaminar o discurso de Lula segundo o qual ele tem sido vítima de uma caçada judicial. Já foi acordado, por exemplo, que não haverá o uso de algemas nem de camburão. A Polícia Federal espera deter o petista em sua casa em São Bernardo do Campo (SP) e listou cinco locais onde o ex-presidente pode começar a cumprir sua pena na Lava-Jato.

Leia Mais »

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Em decisão unânime, tribunal condena Lula em segunda instância e aumenta pena de 9 para 12 anos

Compartilhe essa Notícia:

Recurso contra condenação pelo juiz Sérgio Moro foi rejeitado pelos três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4. Esgotadas as possibilidades de recurso no tribunal, Lula poderá ser preso.

Julgamento do recurso do ex-presidente Lula no TRF-4. (Foto: Sylvio Sirangelo/AFP/ TRF-4)
G1 Brasília - Por unanimidade, os três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) votaram nesta quarta-feira (24) em favor de manter a condenação e ampliar a pena de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP).

Votaram no julgamento, que durou 8 horas e 15 minutos (além de uma hora de intervalo) o relator do processo, João Pedro Gebran Neto, o revisor, Leandro Paulsen e o desembargador Victor dos Santos Laus.

Em julgamento na sede do tribunal, em Porto Alegre, os desembargadores se manifestaram em relação ao recurso apresentado pela defesa de Lula contra a condenação a 9 anos e 6 meses de prisão determinada pelo juiz federal Sérgio Moro, relator da Operação Lava Jato na primeira instância, em Curitiba. Lula se diz inocente.


Os três desembargadores decidiram ampliar a pena para 12 anos e 1 mês de prisão, com início em regime fechado. O cumprimento da pena se inicia após o esgotamento de recursos que sejam possíveis no âmbito do próprio TRF-4.

RESUMO

Os três ministros da 8ª Turma do TRE-4 votaram por manter a condenação e ampliar a pena de prisão de Lula em relação à sentença do juiz federal Sérgio Moro.


Leia Mais »

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Temer é vítima de complô, Aécio, de armação, e Lula, de perseguição

Compartilhe essa Notícia:


Temer é vítima de um complô, Aécio, de armação, e Lula, de perseguição. Se os três estão certos, seria preciso imaginar que diferentes braços do Ministério Público, a Polícia Federal e a imprensa foram todos contaminados por uma espécie de vírus do niilismo e abraçaram o temerário projeto de destruir as instituições republicanas, abatendo as lideranças dos principais partidos políticos do país.

É possível? Bem, tudo o que não é proibido pelas leis da física é possível —e isso inclui viagens no tempo e discos voadores alienígenas visitando a Terra. Parece-me mais verossímil, porém, acreditar que os três políticos, bem como várias centenas de outros, se meteram em relações absolutamente promíscuas com empresários que já confessaram atos de corrupção na casa dos vários bilhões de reais. Em muitos casos, exibiram provas físicas das propinas.

É possível que nossos três líderes sejam mesmo santos em meio a um oceano de pecadores e que os delatores estejam mentindo quando incluem seus nomes no rol de autoridades compradas. Ademais, para que sofram uma condenação penal, é necessário que o Estado demonstre seu envolvimento para além da dúvida razoável na opinião de um tribunal colegiado. Não precisamos, porém, estabelecer o mesmo nível de exigência para os efeitos políticos.

Ao contrário, boa parte da crise que vivemos pode ser atribuída ao fato de que foros políticos passaram a operar com balizas do Judiciário. Eu me explico. Num país mais “normal”, o presidente que se vê envolvido num escândalo como o que enredou Michel Temer renuncia, seja ele culpado ou inocente. Um senador flagrado numa fita tão comprometedora como a de Aécio é rapidamente cassado pelo Conselho de Ética da Casa. Já Lula, este, por não contar mais com foro privilegiado, ao menos tem o mérito das acusações que pesam contra si avaliado pela Justiça, o que não ocorre com os outros dois.

Por Hélio Schwartsman/Blog John Cutrim


Leia Mais »

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O PC do B desistiu de Lula...

Compartilhe essa Notícia:

Caravana Lula Pelo Brasil em São Luís. Foto: Jornal Pequeno

PC do Plano B

Diz a Folha de S. Paulo:

“No reflexo mais explícito do estrago que a ofensiva judicial fez às pretensões do ex-presidente Lula, o PC do B, parceiro histórico do PT em eleições nacionais, decidiu iniciar consulta aos seus dirigentes para buscar uma alternativa para 2018.”

(O Antagonista)


Leia Mais »

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Primeira-dama de Poção de Pedras representa o marido em recepção à Lula

Compartilhe essa Notícia:

Ex-presidente Lula, primeira-dama Carla Fernanda e governador Flávio Dino
Carla Fernanda, a carismática primeira-dama de Poção de Pedras está neste momento na companhia do governador Flávio Dino no Hotel Pestana representando o seu esposo, o prefeito Júnior Cascaria, em boas-vindas ao ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Lula chegou em São Luís no início da tarde desta segunda-feira (04), jantou com Flávio Dino, permaneceu hospedado, e daqui a pouco segue cumprindo agenda. No seu itinerário, previsto uma visita à Casa Ninar, no Calhau, e um ato público na Praça Pedro II.

Grávida à espera do terceiro filho do casal, a primeira-dama nunca deixou de participar ativamente das agendas do prefeito Júnior Cascaria, e sempre representa-o em ocasiões em que se encontra impossibilitado. Quem dera toda cidade tivesse uma primeira-dama presente assim!



 Aodaci Matos, mãe de Carla Fernanda


Leia Mais »

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Lula virá ao Maranhão entre 5 e 6 de setembro

Compartilhe essa Notícia:


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) virá ao Maranhão entre 5 e 6 de setembro. Ele participará de uma agenda ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB) em São Luís. Há a possibilidade de visita do petista a outras cidades maranhenses.

Além da política, Lula aproveitará sua vinda ao estado para conhecer os Lençóis Maranhenses.


Leia Mais »

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Lula é condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por caso tríplex na Lava Jato

Compartilhe essa Notícia:

Juiz Sérgio Moro condenou ex-presidente por crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro; petista poderá recorrer da decisão em liberdade


O ex-presidente Lula, no último dia 10 de julho.  EFE
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro no episódio envolvendo a compra de um tríplex no Guarujá (SP). A sentença foi proferida nesta quarta-feira (12) pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância.

O magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba determinou que Lula poderá recorrer da sentença em liberdade. O magistrado chegou a escrever em sua decisão que "caberia cogitar a decretação da prisão preventiva", mas a "prudência recomenda que se aguarde o julgamento", pois a prisão de um ex-presidente envolveria "certos traumas".

Moro apontou "relação espúria" entre Lula e a empreiteira OAS no esquema envolvendo a compra do apartamento 164-A no Condomínio Solaris e disse que os crimes investigados nesse episódio culminaram no repasse de R$ 16 milhões ao Partido dos Trabalhadores.

"O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de presidente da República, ou seja, de mandatário maior. A responsabilidade de um presidente da República é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Isso sem olvidar que o crime se insere em um contexto mais amplo, de um esquema de corrupção sistêmica na Petrobras e de uma relação espúria entre ele o Grupo OAS", escreveu o magistrado na sentença.

O juiz federal também criticou a postura adotada pelo ex-presidente, alegando que Lula adotou "condutas inapropriadas" e "tentou intimidar a Justiça".

"[Lula] tem adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente, e de intimidação de outros agentes da lei, procurador da República e delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra. Até mesmo promoveu ação de indenização contra testemunha e que foi julgada improcedente, além de ação de indenização contra jornalistas que revelaram fatos relevantes sobre o presente caso, também julgada improcedente."

"[O ex-presidente] tem ainda proferido declarações públicas no mínimo inadequadas sobre o processo. Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever", escreveu Moro.

O juiz federal determinou ainda o confisco do tríplex no Condomínio Solaris.

Mais informações em instantes

Fonte: Último Segundo


Leia Mais »

domingo, 4 de junho de 2017

“Eleger a senadora Gleisi Presidenta do PT é um marco na história do partido”, avalia Zé Inácio

Compartilhe essa Notícia:

Seiscentos delegados votaram e elegeram a senadora Gleisi Hoffmann a primeira mulher Presidenta do Partido dos Trabalhadores, com 61,89% dos votos


O parlamentar ao lado da nova presidente do PT
O deputado Zé Inácio esteve no “6º Congresso Nacional do PT – Marisa Leticia Lula da Silva”, que teve início na última quinta-feira (1º) e aconteceu em Brasília. A abertura do congresso foi marcada por uma homenagem a ex primeira dama Marisa Leticia.

Durante o evento, que terminou neste sábado (03), foi reforçada a importância e a necessidade de união e fortalecimento do PT para enfrentar os retrocessos que o atual governo vem querendo impor a classe trabalhadora.
 

Inácio coma delegação do Maranhão e a senadora Gleisi Hoffmann

Mais de 1,2 mil pessoas passaram pelo evento nesses três dias. A delegação representando a Chapa “Por Um Maranhão Mais Justo Para Todos e Para Lula”, liderada pelo Deputado Zé Inácio, era a maior do Maranhão. Ao todo, o estado participou com 24 delegados e delegadas, consagrando-se como a 7a maior bancada do Brasil presente no congresso.

Continua...

Leia Mais »

terça-feira, 9 de maio de 2017

Tribunal nega pedido e mantém depoimento de Lula a Moro na quarta

Compartilhe essa Notícia:

Ex-presidente Lula e o juiz Sergio Moro, da Lava Jato
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve o depoimento do ex-presidente Lula na Justiça Federal em Curitiba nesta quarta (10)

Nesta segunda-feira (8), a defesa de Lula havia pedido a suspensão do processo –e do depoimento– do petista ao juiz Sergio Moro.

A defesa alega não ter tempo suficiente para analisar documentos da Petrobras relativos ao caso que deveriam ser juntados à ação penal.

Leia Mais »

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Lula: nunca a prisão esteve tão perto

Compartilhe essa Notícia:

John Cutrim


Com os presidentes da República, a relação da Odebrecht tinha uma natureza especial – era a partir da proximidade com eles, afinal, que os negócios se desenvolviam com maior ou menor grau de sucesso. Não por acaso, seis dos presidentes do Brasil desde a redemocratização foram lembrados nos depoimentos prestados na delação do fim do mundo. Uns mais, outros menos. O caso de Lula é, sem dúvida, o mais constrangedor. Se os executivos da Odebrecht contaram a verdade, o petista foi capturado pela empreiteira. 

Se o que Marcelo Odebrecht disse for confirmado, Lula pode vir a ostentar o título de presidente mais corrupto da história – um mandatário que se submetia ao papel de marionete nas mãos de empresários e, em contrapartida, se locupletava do poder com dinheiro oriundo de esquemas de corrupção. O Lula que emerge das delações é um político pequeno, que não hesita em receber favores e presentes de empresários, inescrupuloso e capaz de ações ousadas quando o problema envolve poder e dinheiro.

As seis petições contra Lula enviadas pelo ministro Edson Fachin à primeira instância (leia-se juiz Sergio Moro) encorpam uma ficha extensa: Lula é réu em cinco processos, acusado de ter praticado os crimes de lavagem de dinheiro (211 vezes), corrupção passiva (dezessete vezes) e tráfico de influência (quatro vezes), além de organização criminosa e obstrução da Justiça. No próximo 3 de maio, Lula vai prestar depoimento a Moro, no primeiro encontro frente a frente entre os dois. A prisão preventiva é um risco cada vez mais real. Caso ela ocorra, o ex-presidente e o PT já têm um plano para transformar a eventual prisão em um espetacular ato político destinado a incendiar a militância.


Leia Mais »